Professor do Século XXI


OS DESAFIOS DO EDUCADOR DO ENSINO SUPERIOR NO SÉCULO XXI 

Estamos na era da informação e das mudanças sociais em que se faz necessário acompanhar às transformações do mundo globalizado. Vivemos atualmente à sociedade do conhecimento, e isto, impacta em profundas mudanças na Educação desde a sua base à Educação Superior.

A universidade compreende um espaço institucional, superior, de preparação para formação do conhecimento e aceitação às mudanças. Os desafios do educador do ensino superior no século XXI, estão focados numa reinstrumentalização do saber, em que o foco principal é o indivíduo, o cidadão, e não o mercado.

O Ensinar e Aprender requer bagagens indispensáveis ao docente como a criação de sua identidade profissional e isso requer autonomia, competência e sabedoria no agir e aplicar conhecimentos através de fórmulas estratégicas de integração e de troca de informações para desenvolver ações pautadas na humanização, na escuta e na pesquisa que possibilitem interferir sobre a realidade para  um melhor aprendizado na formação do conhecimento e entendimento do novo.

Conhecer a disciplina e os seus conteúdos, gostar de ensinar, são critérios fundamentais para o docente ter o dominio do conhecimento e possibilita a criar uma metodologia de ensino buscando entender a educação superior e a sociedade numa visão de mundo, de ser humano e de cultura.  Ter ação política e solidária informando aos alunos as mudanças no campo profissional, as expectativas no exercício da profissão baseadas numa visão ética, social e positiva, não só contribui para a sua orientação como sujeito inserido no processo educativo e de conhecimento, como também, para a sua visão crítica, para a construção de sua identidade profissional, de sujeito e de indivíduo social, refletindo positivamente para  o seu bem estar e condições mais justas de vida em sociedade.

“Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender” (Freire, 1996).

O século XXI concretiza uma autêntica relação de parcerias entre professores e alunos que influenciam a interação política, social, cultural e humanista de sujeitos inseridos num esforço coletivo do “ensinar e aprender”, ou, “ensinar a aprender”, a ser, a conviver, a dividir, a participar, a escutar, a entender (…), requisitos necessários e importantes para a reflexão do aluno e sua  tomada de consciência.

Raema Nascimento.  Graduada em Serviço Social pela Universidade Salgado de Oliveira, BA,  Pós-graduanda em Docência do Ensino Superior, Faculdade da Cidade do Salvador, 2012. Email: rrae@ig.com.br

______________________________

REFERÊNCIAS:

ROCHA, Nívea Maria Fraga e GUIMARÃES, Maria José Bacelar. Educação, Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social: Fazendo recortes na multidisciplinaridade. Salvador: Fast Design, 2009.

PEREIRA, Raema Nascimento. O desafio docente no despertar para a consciência do individuo: monografia apresentada à disciplina Desenvolvimento Humano e Aprendizagem na Pós-Faculdade da Cidade Salvador, 2012.

PINTO, Maria das Graças C.da S. M. Gonçalves. A Docência na Educação Superior: Saberes e Identidades. UNISINOS/Unifra – GT: Didática / n.04. Disponível em www.anped.org.br/reunioes/28/textos/gt04/GT041245Int.rtf.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Nuvem de etiquetas

%d bloggers like this: